Telinha Quente no Facebook

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Esporte é na Globo


Muito se fala sobre o monopólio da Globo com relação aos principais eventos esportivos, seja, o futebol, vôlei, basquete, ginástica olímpica, natação, ciclismo, fórmula 1 entre tantos outros, mas é inegável que a emissora faz jus a detenção de todas estas modalidades.
A transmissão é sempre impecável, claro que sempre sujeita a erros, que muitas vezes passam despercebidos pelos olhos de alguns torcedores menos atento.
Na última Olimpíada, por exemplo, a emissora foi uma das cinco escolhidas de todo mundo para gerar as transmissões dos Jogos em Pequim. Na ocasião a Globo ficou a cargo do vôlei de praia.
Também é inegável que a emissora possui os melhores locutores do país, entenda-se, Cleber Machado, Luiz Roberto, Rogério Correia e Galvão Bueno, o último muitas vezes contestado por seus comentários fora de hora, mas que não deixa de ser um excelente profissional.
Semanas antes do jogo entre Brasil e Portugal, que ocorreu na noite de ontem, 19, a emissora deu uma verdadeira aula de como se promover um jogo, focou no duelo particular entre o jogador Kaká, atual campeão do mundo e o português, Cristiano Ronaldo, que deverá se consagrar o melhor do mundo no ano que vem. Para atrair as mulheres, a Globo também colocou em cheque qual dos dois é o mais bonito. Inflacionaram com matérias e chamadas nos em seus principais telejornais.
Não poderia deixar de mencionar as excelentes coberturas esportivas dos principais eventos mundiais, Copa do Mundo, Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos, que em suas próximas edições, com exceção da Copa do Mundo, serão transmitidos pela Rede Record. Um verdadeiro golpe para a Globo que não esperava algo tão ousado da emissora dos bispos, melhor dizendo, nem os mais fervorosos telespectadores, esperavam.
E plasme, quem sai perdendo com tudo isso? Nós telespectadores, que assim como a Globo, iremos ignorar todos esses eventos, talvez por falta de hábito em acompanhar esses tipos de competições na Record.
A Rede Globo, detentora do título de principal emissora do país, já deve está planejando várias outras atrações para bater de frente com os principais jogos de nossa delegação. O que não trará tantos transtornos para emissora.

Planejamento este, que a Record não vem fazendo para tentar no mínimo chegar perto da Globo em suas coberturas esportivas.


Vamos aguarda.

17 comentários:

Anônimo disse...

Que demora pra postar algo

Douglas disse...

Eu diferente de você não admiro este monopolio da Globo. Claro, ela é a melhor, mas é a unica que tem condições de fazer (treinar) etc,pq é a unica q detém os direitos de transmissões de tudo.

Torço para que a Record faça uma excelente cobertura. Mas com relação a isso, acho que será um verdadeiro mico para emissora.

Fábio disse...

Muito bom o texto, Parabéns. A Globo é a melhor não apenas com relação as transmissões de esporte mas em tudo, jornais, novelas, etc.

Parabéns a emissora

Flávio disse...

Complicado falar sobre monopólio, ainda mais em se tratando de Globo. O historico da emissora não é muito bom em relação a isso.
Acredito, que a Globo se acha a cima do bem e do mal, mas continua tendo bons produtos.

Cristiane disse...

Você disse tudo no texto, apesar de não gostar de futebol:
A transmissão é sempre impecável, claro que sempre sujeita a erros, que muitas vezes passam despercebidos pelos olhos de alguns torcedores menos atento.

Sem dúvida a emissora é a mais preparada para esse tipo de evento

Anônimo disse...

A Globo é um lixo em se tratando de esportes, até mesmo pq não aguento esse monopólio, talvez se cada modalidade esportiva fossem dividas entre as outras emissoras seria bem melhor

Gui disse...

Também não sou a favor de monopólio, mas todos os eventos esportivos citados estavam a disposição de qualquer emissora para serem adquiridos.A Globo sempre saiu na frente (talvez a única com cacife para isso)e hoje reina absoluta no que diz respeito a eventos esportivos. Acho que será uma enorme decepção Jogos Olímpicos e Panamericanos na Record. A Globo tem realmente os melhores profissionais e estou curiosa para ver o desempenho da Record neste quesito. Foi sem dúvida, uma grande perda pra Globo.

Patrícia disse...

Eu estou ansiosa para ver o desempenho da record.
Acho que será o maior mico da TV brasileira no século.

A record não tem vergonha, critica a Globo pelo monopolio, mas n esta apta a vender os direitos de transmissões na tv aberta.

Cláudio Almeida disse...

Seja bem vinda Patrícia, acho que é seu primeiro comentário aqui no blog, certo?

Patrícia disse...

Sim primeiro comentário, e pretendo comentar sempre que possivel

parabéns pelo blog, me indicaram como um dos melhores e hoje estou comprovando isso

Gui disse...

Bem vinda Patrícia....

Patrícia disse...

Obrigada Gui. De cara já gostei do seus comentários, e parabéns pelo texto

Anônimo disse...

isso que me piro tudo a globo esporte e tudo mais, agora a bola da vez tá com a record mas não sei não hein.. agora o que não tem nada de esporte é o sbt tah loko só poem as noticias do esporte e olha lá, o sbt tem que se estrutrar mais nos esporte que nem a record tah fazendo, mas quem manda nos esporte é a globo isso sem dúvida..
By Lamego

Lamego disse...

fabio valeu pela força \\o
tava perdido aqui ijsajiasija
xD

Lamego disse...

fabio valeu pela força \\o
tava perdido aqui ijsajiasija
xD

Ana Jacinta de São José disse...

Novos tempos...

Antes tínhamos apenas uma emissora: A Rede Globo, as outras apenas existiam, só!

Agora temos duas: A Rede Globo e a Rede Record, só!

Que em breve tenhamos três, quatro e cinco...

Que o SBT, a Rede Bandeirantes e a Rede TV! sintam-se convidadas a existirem de fato e não apenas na intenção.

Ana Jacinta de São José disse...

Nos anos 60 e 70

Tupi, Excelsior, Globo e Record disputavam pau a pau a preferência dos telespectadores. Eis que com a ditadura militar muda todo esse panaorama. Por que? Vocês já estão "carecas" de saber o apoio desmedido dado por uma dessas redes a ditadura militar. E deu no que deu: Monopólio.

Nos anos 80, 90 e início dos 2000

TV Manchete e SBT tentaram romper as barreiras do monopólio e até obtiveram algum êxito. A TV Manchete com seu requintado telejornalismo e a sua excepcional teledramaturgia e o SBT com a sua popular linha de shows, filmes, séries e desenhos animados. Enfim! Foi uma brisa que passou.

De 2004 para cá, surge o mais arrojado projeto de TV já visto no Brasil dos anos 70 para cá. O da Rede Record, linha de shows, esportes, dramaturgia e jornalismo de extrema qualidade. Ainda não tão bons quanto os da Globo, mas excelentes para apenas quatro anos de trabalho. E que venha muito mais. Pois como diz o ditado: "Eu num quero nem saber se o pato é macho eu quero é omelete"!