Telinha Quente no Facebook

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Uma Nova Estrela irá Surgir?


Seis candidatos e um só objetivo, se tornar o novo ídolo da música popular brasileira. Lorena Chaves, Rafael Barreto, Paulo Cremona, Nanda Garcia, Rafael Bernardo e Maria Christina, tentarão a façanha que Leandro Lopes e Thaeme Mariôto não conseguiram. O programa “Ídolos” que teve suas duas primeiras temporadas no SBT e atualmente está sendo exibido na Record, chega a sua reta final com seis candidatos. Na próxima semana, serão apenas cinco, já que hoje, mais um candidato será eliminado pelo público.
Infelizmente neste tipo de competição aqui no Brasil, nem sempre o melhor vence. Diferente dos Estados Unidos, país detentor da versão original titulado de “American Idol”, que revelou o fenômeno Kelly Clarkson.
No Brasil, temos outros padrões para julgar um candidato. O primeiro quesito é sua condição de vida, geralmente aquele que se mostra mais frágil e com condições financeiras baixa, já está a um passo a frente dos outros candidatos, outro quesito bastante imporante, é a beleza. Um rostinho ou um corpinho bonito faz toda a diferença.
Só pra citar um exemplo, a segunda temporada de “Ídolos” no SBT as duas finalistas foram Thaeme e Shirley Carvalho, ambas merecedoras de estarem na final, mas, com um detalhe, a segunda era infinitamente melhor que a primeira, o que revoltou boa parte dos telespectadores e principalmente os quatro jurados do programa.
A primeira edição vencida por Leandro foi bem menos contestada, mas o público espera bem mais do cantor. Que atualmente comanda a banda baiana “Rapazolla”.
Após o burburinho que foi a compra dos direitos de produção de “Ídolos” para Record, se esperava bem mais do programa, ou melhor, ainda se espera, já que temos seis bons candidatos.
Mas, já existe um impasse entre os jurados e os telespectadores. Por diversas vezes Paula Lima, Marco Mariano e Luiz Calainho afirmaram que o público votou mal e se mostraram surpresos com a eliminação de determinado candidato.
Parece unânime entre os jurados que Lorena Chaves é uma intrusa entre os finalistas, e a mineira vem ganhando força na reta final, situação bem semelhante a que Thaeme passou na segunda temporada.
Mas, pelo conjunto da obra, o baiano Rafael Barreto é o grande favorito, pelos quesitos já ditos no texto. Justiça seja feita, o rapaz tem “pinta” de artista.
Não poderia deixar de citar, o paulista, Paulo Cremona, único candidato que ainda não enfrentou a “berlinda”. Tem a seu favor o fato de ser paulista, e no quesito “bairrismo” leva ampla vantagem dos demais candidatos. Como as ligações são pagas, e a tarifa cobrada é de uma ligação para um celular de São Paulo, poucos telespectadores de outras regiões votam nesse tipo de competição.
Como vivemos em um país que muitos titulam, por exemplo, o MC Créu, Latino e tantos outros, como ídolo, é difícil analisar porque candidatos com qualidade vocais tão superiores não conseguem atingir o mesmo posto.
Diferente do que o anônimo disse em um comentário de ontem, não é só a essência da TV que estar pobre, e sim, a essência do país.




Se preparem, daqui a pouco tem o texto da GUI.
Vai querer perder?

11 comentários:

Cristiane disse...

Que texto complexo. Parece q vc tá colocando a gente pra quebrar a cabeça.
Comentando
Achéi uma injustiça a derrota da Shirley, e nesse caso, venceu a mais bonitinha.
Na Record não acompanho mto, mas acredito que o baiano vence, eu moro em Sp mas gosto da Lorena, ela é rebelde e n muda apenas pelo que os chatos daqueles jurados dizem.

Mas, independente de quem vença, não surgirá uma estrela. Até mesmo pq, para isso é necessário está na Globo e isso não irá acontecer.

Anônimo disse...

Maldita Globo, até nisso ela atrapalha.

Cristiane disse...

Ah!!!!!!! E não vou perder o texto da Gui de jeito nenhum, to ansiosa, ja disse, se meu computador pifa vou até na lan house.

Douglas disse...

Não assisto Ídolos, mas acho que n teremos uma nova estrela. Irá acontecer o mesmo q aconteceu com os demais vencedores do programa.

Anônimo disse...

o Cristiane mas acho que ateh na globo não funcionou esses tipos de programas "caças talentos" porque na globo teve o Fama com a presentação da Angélica e acho que não teve uma revelação, mas o BBB jah muitos tem fama por ae como o Alemão entre outros ae vai dizer..
By Lamego

Flávio disse...

O único grupo que saiu desses programas musicais é o Rouge, que conseguiu vender em seu primeiro cd, mais de 1 milhão de cópias, mesmo o país estando em crise (Pirataria).
Pena que durou apenas 5 anos, mas foi o tempo de contrato com a gravadora.

Gui disse...

Pessoal! Não posso opinar porque não assisto nem Ídolos nem Astros, mas o que me chamou atenção no texto e no que concordo é: porque este tipo de programa não dá certo aqui? O pouco que vi, não gostei, os candidatos mais bizarros eram apresentados como: atração??? Nçao acho que seja por aí. Em compensação, o American Idol é muito bom, candidatos ótimos, jurados idem. O pior é que tem muita gente boa neste país, só esperando uma oportunidade que nunca chega.

Fabio disse...

O pior de tudo GUI é saber que os poucos que tem oportunidade não são aproveitados por suas devidas gravadoras.
O Leandro Lopes por exemplo citado no texto é muito bom, tem uma linda voz, mas não foi aproveitado pela gravadora nem pelo SBT.

Anônimo disse...

Não tenho o habito de assistir Ídolos. Pelo pouco q vi gostei, os candidatos são bons, pena que o tempo para apresentação é pouco, menos de 2minuto.
O que impossibilita do candidato fazer uma melhor apresentação.

Anônimo disse...

Gosto da Lorena Chaves, e ela merece ganhar.
Se no sbt n deu certo, imagine na Record? que os jurados n entendem nada de mus. na última vez que vi, o Calainho disse que um candidato estava gordo, onde já se viu isso?
Fora qdo ele implicava com uma candidata por causa da roupa, chegando ao ponto da menina dizer que ele q n se vestia bem

Anônimo disse...

Lorena Chaves, acabou de ser eliminada do ídolos.
Hoje, concluir que ela era entre os seis finalistas a mais preparada para se tornar uma artista.
Fala bem, e em momento algum lamentou sua saída.

Acho que ficará com o Barreto mesmo, o posto de novo Mido da música popular brasileira